BIOLOGIANDO
BEM-VINDO AO FÓRUM BIOLOGIANDO
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» OLÁ PESSOAL!
Qui Nov 29 2012, 22:27 por Rodrigo Paulo Azevedo Gou

» Olá amigos!
Seg Nov 26 2012, 23:20 por iurinogueiramr

» Sejam Bem-vindos!
Seg Out 08 2012, 15:08 por lazaro

» SEJAM BEM-VINDOS
Qua Out 03 2012, 20:15 por Ana Angélica

» Sejam Bem-vindos!
Qua Out 03 2012, 14:53 por dalvann

» BEM-VINDOS
Ter Out 02 2012, 16:36 por giovannizuccolomr

» Olá Pessoal
Seg Out 01 2012, 16:22 por isadoraamaralgc

» Sejam Bem-vindos!
Dom Set 30 2012, 22:54 por gcsarahangelo

» Sejam Bem-vindos!
Dom Set 30 2012, 13:29 por cacau MR

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar

CARBONO E SUAS APLICAÇÕES.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

CARBONO E SUAS APLICAÇÕES.

Mensagem  Admin em Sab Nov 12 2011, 15:10

OLÁ PESSOAL,
NESTE FÓRUM IREMOS TRABALHAR COM UMA NOVA FERRAMENTA PEDAGÔGICA, A WEBQUEST. CLIQUE NO LINK ABAIXO E SIGA OS PASSOS DO TRABALHO.
O PRAZO PARA POSTAGEM É ATÉ DIA 05 DE DEZEMBRO.


http://webeducacional.com/webquest/webquest/soporte_tabbed_w.php?id_actividad=3625&id_pagina=1

Admin
Admin

Data de inscrição: 27/01/2009
Idade: 50
endereço: Pureza-RJ

http://www.bioeducacao.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

O Carbono e suas Importâncias

Mensagem  khelvyn em Seg Nov 21 2011, 11:29

O Carbono e suas importâncias

1-O carbono é conhecido desde os tempos primórdios. O carbono é um dos elementos químicos que existe em maior quantidade nos seres vivos.
Este elemento destaca-se porque combinado com outra forma inúmero composto que asseguram a vida na Terra, é o 14º elemento mais abundante.
As características do carbono são muito particulares, já que ele forma um enorme número de compostos, a maior parte dos quais constituem o grupo das substâncias orgânicas, ou seja, as substâncias que contém principalmente carbono, hidrogénio, nitrogénio e oxigénio. Conhece-se milhões de compostos orgânicos. O carbono também forma uma outra série, muito menos numerosa, cujos compostos são classificados como compostos inorgânicos. Quimicamente o carbono é uma substância inerte.
Com este trabalho esperamos aprofundar os nossos conhecimentos sobre importância e constituição dos compostos de carbono.
Dos compostos de carbono começamos por enunciar os hidrocarbonetos.
Os hidrocarbonetos são compostos formados por carbono e hidrogénio. Os átomos de carbono que com apenas ligações covalentes simples são os hidrocarbonetos saturados ou alcanos. Os hidrocarbonetos insaturados têm pelo menos uma ligação covalente dupla ou uma ligação tripla entre dois átomos de carbono.
LÍPIDOS
Os lípidos ou gorduras são compostos insolúveis na água e solúveis em solventes orgânicos como o benzeno, o éter e o clorofórmio. Tem na sua constituição os elementos carbono, hidrogénio e oxigénio.
As gorduras são importantes fontes de energia para o nosso organismo. As gorduras mais simples designam-se por triglicerídeos. Os triglicerídeos formam-se por uma reacção de esterificação a partir de ácidos gordos e glicerol.

HIDRATOS DE CARBONO
Os hidratos de carbono são vulgarmente conhecidos por açúcares. Desempenham funções diversas, sendo importantes fontes de energia para os seres vivos. Têm na sua constituição carbono, hidrogénio e oxigénio.
A glicose e a frutose são açúcares simples que existem em numerosos frutos. A sacarose é o açúcar que habitualmente usamos para adoçar bebidas. A lactose, constituída por galactose e glicose, que existem no leite, e a maltose, constituída por duas moléculas de glicose, o açúcar do malte da cevada, são também dissacarídeos de forma molecular. Os polissacarídeos são formados por mais de duas moléculas de monossacarídeos. O amido encontra-se nas farinhas e na batata. É um polissacarídeo de reserva nos tecidos vegetais. É um polímetro de glicose.

PROTEÍNAS
As proteínas são compostos de carbono, hidrogénio, oxigénio, azoto e, por vezes, enxofre. São polímeros. A glicina é o aminoácido mais simples. Quando um número muito elevado de aminoácidos estabelece ligações peptícidicas, forma-se uma proteína.

PLÁSTICOS
Uma das mais importantes aplicações industriais dos compostos de carbono é a produção de plásticos. Todos os plásticos são constituídos por grandes moléculas – macromoléculas - formadas por pequenas moléculas idênticas que se repetem numa cadeia linear. As moléculas muito grandes, construídas a partir dos monómeros ligados entre si por ligações covalentes, chamam-se polímeros. A reacção química através da qual os monómeros se ligam entre si para formar polímeros denomina-se polimerização. Os plásticos diferem entre si no tipo de monómeros e no tamanho da cadeia, o que lhes confere propiedades diferentes.

FIBRAS
Outros polímetros com interesse industrial são as fibras sintéticas como o nylon, utilizado nas redes e o fio de pesca, e o terylene, utilizado como fio na indústria têxtil.



A sua utilização pode ser em combustíveis, na indústria química, na indústria alimentar, cosméticos, medicamentos, plásticos e fibras.
Podemos salientar os hidrocarbonetos importantes como fonte de energia provenientes da sua combustão e os hidratos de carbono que são fontes de energia para os seres vivos.




2-O principal uso industrial do carbono é como componente de hidrocarbonetos, especialmente os combustíveis como petróleo e gás natural; do primeiro se obtém por destilação nas refinarias gasolinas, querosene e óleos e, ainda, é usado como matéria-prima para a obtenção de plásticos, enquanto que o segundo está se impondo como fonte de energia por sua combustão mais limpa. Outros usos são:
• O isótopo carbono-14, descoberto em 27 de fevereiro de 1940, se usa na datação radiométrica.
• O grafite se combina com argila para fabricar a parte interna dos lápis.
• O diamante é empregado para a produção de jóias e como material de corte aproveitando sua dureza.
• Como elemento de liga principal dos aços (ligas de ferro).
• Em varetas de proteção de reatores nucleares.
• As pastilhas de carbono são empregadas em medicina para absorver as toxinas do sistema digestivo e como remédio para a flatulência.
• O carbono ativado se emprega em sistemas de filtração e purificação da água.
• O Carbono-11, radioactivo com emissão de positrão usado no exame PET em medicina nuclear.
• O carvão é muito utilizado nas indústrias siderúrgicas, como produtor de energia e na indústria farmacêutica (na forma de carvão ativado)
As propriedades químicas e estruturais dos fulerenos, na forma de nanotubos, prometem usos futuros no campo da nanotecnologia (ver Nanotecnologia do carbono).
Os diamantóides são minúsculos cristais com forma cristalina composta por arranjos de átomos de carbono e também hidrogênio muito semelhante ao diamante. Os diamantóides são encontrados nos hidrocarbonetos naturais como petróleo, gás e principalmente em condensados (óleos leves do petróleo). Têm importante aplicação na nanotecnologia.









3-O carbono é um elemento químico metalóide que é encontrado na natureza ou cristalizado. Sendo junto com o hidrogênio elementos básicos na estrutura dos compostos orgânicos. É encontrado sob as formas de: diamante , grafite , carvão, hulha, antracito, óxidos, dióxidos, hidratos. O carbono combina-se com vários metais, dando origem aos carbonetos. O anidrido carbônico ou gás carbônico. O trióxido de carbono, pode ser resultante da combustão do gás carbônico. Os carbonos passam de sólido a gás quando se encontram em fornos elétricos desprovidos da presença de oxigênio. As pessoas que trabalham em recintos onde se encontra carvão que queime constantemente, estão sujeitas a envenenamento do sangue, pelo fato da ação do monóxido de carbono sobre a hemoglobina . O carbono é bastante empregado nas indústrias , quer como redutor dos sulfetos metálicos quer na produção de aço.O carbono difere dos outros elementos pelo fato de formar mais compostos que todos outros juntos. Outros elementos: 40 mil; Carbono: 400 mil. Capacidade de formar cadeias e anéis. O carbono é um componente primário da matéria viva.



4-Os hidrocarbonetos são todos os compostos químicos formados apenas por Carbonos e Hidrogênio.
A partir dele é possível produzir uma grande variedade de produtos que utilizamos no dia-a-dia, como:
- Velas (parafina)
- Plásticos
- Borracha
- Combustíveis (gasolina, diesel, etc)
e muitos outros.
As fontes de hidrocarbonetos são os chamados combustíveis fósseis, aqueles que levaram milhões de anos para se formar, como o petróleo, gás natural, carvão, etc.
Os hidrocarbonetos podem ser oxidados com uma grande facilidade, liberando muita energia e calor, por isso são utilizados como combustíveis.
5-O principal uso industrial do carbono é como componente de hidrocarbonetos, especialmente os combustíveis como petróleo e gás natural; do primeiro se obtém por destilação nas refinarias gasolinas, querosene e óleos e, ainda, é usado como matéria-prima para a obtenção de plásticos, enquanto que o segundo está se impondo como fonte de energia por sua combustão mais limpa. Outros usos são:
• O isótopo carbono-14, descoberto em 27 de fevereiro de 1940, se usa na datação radiométrica.
• O grafite se combina com argila para fabricar a parte interna dos lápis.
• O diamante é empregado para a produção de jóias e como material de corte aproveitando sua dureza.
• Como elemento de liga principal dos aços (ligas de ferro).
• Em varetas de proteção de reatores nucleares.
• As pastilhas de carbono são empregadas em medicina para absorver as toxinas do sistema digestivo e como remédio para a flatulência.
• O carbono ativado se emprega em sistemas de filtração e purificação da água.
• O Carbono-11, radioactivo com emissão de positrão usado no exame PET em medicina nuclear.
• O carvão é muito utilizado nas indústrias siderúrgicas, como produtor de energia e na indústria farmacêutica (na forma de carvão ativado)

Aluno: khelvyn Batista Gomes Machado
Turma: 2001
[center]

khelvyn

Data de inscrição: 01/06/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CARBONO E SUAS APLICAÇÕES.

Mensagem  varlei em Ter Nov 22 2011, 20:06

Admin escreveu:OLÁ PESSOAL,
NESTE FÓRUM IREMOS TRABALHAR COM UMA NOVA FERRAMENTA PEDAGÔGICA, A WEBQUEST. CLIQUE NO LINK ABAIXO E SIGA OS PASSOS DO TRABALHO.
O PRAZO PARA POSTAGEM É ATÉ DIA 05 DE DEZEMBRO.


http://webeducacional.com/webquest/webquest/soporte_tabbed_w.php?id_actividad=3625&id_pagina=1
1-
LÍPIDOS
Os lípidos ou gorduras são compostos insolúveis na água e solúveis em solventes orgânicos como o benzeno, o éter e o clorofórmio. Tem na sua constituição os elementos carbono, hidrogénio e oxigénio.
As gorduras são importantes fontes de energia para o nosso organismo. As gorduras mais simples designam-se por triglicerídeos. Os triglicerídeos formam-se por uma reacção de esterificação a partir de ácidos gordos e glicerol.

HIDRATOS DE CARBONO
Os hidratos de carbono são vulgarmente conhecidos por açúcares. Desempenham funções diversas, sendo importantes fontes de energia para os seres vivos. Têm na sua constituição carbono, hidrogénio e oxigénio.
A glicose e a frutose são açúcares simples que existem em numerosos frutos. A sacarose é o açúcar que habitualmente usamos para adoçar bebidas. A lactose, constituída por galactose e glicose, que existem no leite, e a maltose, constituída por duas moléculas de glicose, o açúcar do malte da cevada, são também dissacarídeos de forma molecular. Os polissacarídeos são formados por mais de duas moléculas de monossacarídeos. O amido encontra-se nas farinhas e na batata. É um polissacarídeo de reserva nos tecidos vegetais. É um polímetro de glicose.

PROTEÍNAS
As proteínas são compostos de carbono, hidrogénio, oxigénio, azoto e, por vezes, enxofre. São polímeros. A glicina é o aminoácido mais simples. Quando um número muito elevado de aminoácidos estabelece ligações peptícidicas, forma-se uma proteína.

PLÁSTICOS
Uma das mais importantes aplicações industriais dos compostos de carbono é a produção de plásticos. Todos os plásticos são constituídos por grandes moléculas – macromoléculas - formadas por pequenas moléculas idênticas que se repetem numa cadeia linear. As moléculas muito grandes, construídas a partir dos monómeros ligados entre si por ligações covalentes, chamam-se polímeros. A reacção química através da qual os monómeros se ligam entre si para formar polímeros denomina-se polimerização. Os plásticos diferem entre si no tipo de monómeros e no tamanho da cadeia, o que lhes confere propiedades diferentes.

FIBRAS
Outros polímetros com interesse industrial são as fibras sintéticas como o nylon, utilizado nas redes e o fio de pesca, e o terylene, utilizado como fio na indústria têxtil.



A sua utilização pode ser em combustíveis, na indústria química, na indústria alimentar, cosméticos, medicamentos, plásticos e fibras.
Podemos salientar os hidrocarbonetos importantes como fonte de energia provenientes da sua combustão e os hidratos de carbono que são fontes de energia para os seres vivos.

2-
O principal uso industrial do carbono é como componente de hidrocarbonetos, especialmente os combustíveis como petróleo e gás natural; do primeiro se obtém por destilação nas refinarias gasolinas, querosene e óleos e, ainda, é usado como matéria-prima para a obtenção de plásticos, enquanto que o segundo está se impondo como fonte de energia por sua combustão mais limpa. Outros usos são:
 O isótopo carbono-14, descoberto em 27 de fevereiro de 1940, se usa na datação radiométrica.
 O grafite se combina com argila para fabricar a parte interna dos lápis.
 O diamante é empregado para a produção de jóias e como material de corte aproveitando sua dureza.
 Como elemento de liga principal dos aços (ligas de ferro).
 Em varetas de proteção de reatores nucleares.
 As pastilhas de carbono são empregadas em medicina para absorver as toxinas do sistema digestivo e como remédio para a flatulência.
 O carbono ativado se emprega em sistemas de filtração e purificacão da água.
 O Carbono-11, radioactivo com emissão de positrão usado no exame PET em medicina nuclear.
 O carvão é muito utilizado nas indústrias siderúrgicas, como produtor de energia e na indústria farmacêutica (na forma de carvão ativado)
As propriedades químicas e estruturais dos fulerenos, na forma de nanotubos, prometem usos futuros no campo da nanotecnologia (ver Nanotecnologia do carbono).
Os diamantóides são minúsculos cristais com forma cristalina composta por arranjos de átomos de carbono e também hidrogênio muito semelhante ao diamante. Os diamantóides são encontrados noshidrocarbonetos naturais como petróleo, gás e principalmente em condensados (óleos leves do petróleo). Têm importante aplicação na nanotecnologia.

3-
Não se conhecem efeitos tóxicos associados ao carbono elementar. No entanto, muitos dos compostos de carbono mais comuns exibem fortes efeitos toxicológicos. Os principais destes são o monóxido de carbono, o dióxido de carbono, o cianeto de hidrogénio e os cianetos alcalinos, tetracloreto de carbono e dissulfeto de carbono.
O monóxido de carbono é um gás inodoro, extremamente tóxico e asfixiante. Quando comparado com o hidrogénio verifica-se ser mais rapidamente absorvido e mais firmemente ligado à hemoglobina do sangue (glóbulos vermelhos). A capacidade do sangue para transportar oxigénio para as partes vitais do corpo é consequentemente reduzida levando a possíveis danos cerebrais e cardíacos ou ainda a pneumonia.
O dióxido de carbono é menos tóxico, comportando-se, principalmente, como um asfixiante e narcótico.
O cianeto de hidrogénio e os cianetos alcalinos são extremamente tóxicos, actuando como venenos protoplasmáticos que restringem a oxidação nos tecidos.
A exposição aguda de vapores de tetracloreto de carbono pode danificar os rins ou o fígado. O dissulfeto é um narcótico poderoso mas os seus efeitos crónicos são os mais sérios. A exposição excessiva pode causar danos permanentes do sistema nervoso.

4-

Os hidrocarbonetos são todos os compostos químicos formados apenas por Carbonos e Hidrogênio.
A partir dele é possível produzir uma grande variedade de produtos que utilizamos no dia-a-dia, como:
- Velas (parafina)
- Plásticos
- Borracha
- Combustíveis (gasolina, diesel, etc)
e muitos outros.
As fontes de hidrocarbonetos são os chamados combustíveis fósseis, aqueles que levaram milhões de anos para se formar, como o petróleo, gás natural, carvão, etc.
Os hidrocarbonetos podem ser oxidados com uma grande facilidade, liberando muita energia e calor, por isso são utilizados como combustíveis.
• Hidrocarbonetos alifáticos saturados

o alcanos
4-metiloctano (CAS 2216-34-4)

o cicloalcanos
ciclopentano (CAS 287-92-3)
• Hidrocarboretos etilénicos, etênicos, olefinas, alquenos ou alcenos.

o Mono alquenos
3-metilnon-2-eno (CAS 539-53-3)

o Alcenos
butadieno-1,2 ou metil aleno (CAS 590-19-2)

o Ciclenos
ciclopenteno (CAS 142-29-0)

o ciclodienos
1,3-ciclopentadieno (CAS 742-92-7)
• Hidrocarbonetos acetilenicos ou alquinos:
pentino-2 (CAS 627-21-4)
• Hidrocarbonetos aromáticos
benzeno (CAS 71-43-2) tolueno (CAS 108-88-3)

5-
• O isótopo carbono-14, descoberto em 27 de fevereiro de 1940, se usa na datação radiométrica.
• O grafite se combina com argila para fabricar a parte interna dos lápis.
• O diamante é empregado para a produção de jóias e como material de corte aproveitando sua dureza.
• Como elemento de liga principal dos aços (ligas de ferro).
• Em varetas de proteção de reatores nucleares.
• As pastilhas de carbono são empregadas em medicina para absorver as toxinas do sistema digestivo e como remédio para a flatulência.
• O carbono ativado se emprega em sistemas de filtração e purificação da água.
• O Carbono-11, radioactivo com emissão de positrão usado no exame PET em medicina nuclear.
• O carvão é muito utilizado nas indústrias siderúrgicas, como produtor de energia e na indústria farmacêutica (na forma de carvão ativado)


varlei

Data de inscrição: 06/03/2009
Idade: 19
endereço: Itaocara

http://jqvarlei@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

O carbono e suas importâncias

Mensagem  jqjonatasjq em Qui Nov 24 2011, 15:11

Grupo: Andrey e Jonatas

O carbono e suas importâncias
Os compostos orgânicos estão presentes em nossa vida diária: Álcool Comum C2H4O2, Vinagre C2H6O.

Historia
Ainda na pré-história, tais substâncias eram utilizadas pelo homem para a produção de calor, para realização de pinturas nos corpos, em cerâmicas e em desenhos nas cavernas.
Desde os alquimistas do século XVI, as técnicas para extração de substâncias foram sendo aperfeiçoadas.
Do limão extraiu-se o ácido cítrico (C6H8O7);
Das gorduras animais, extraiu-se a glicerina (C3H8O3).
Ainda na pré-história, tais substâncias eram utilizadas pelo homem para a produção de calor, para realização de pinturas nos corpos, em cerâmicas e em desenhos nas cavernas.
Desde os alquimistas do século XVI, as técnicas para extração de substâncias foram sendo aperfeiçoadas.
Do limão extraiu-se o ácido cítrico (C6H8O7);
Das gorduras animais,
Extraiu-se a glicerina (C3H8O3).
Em 1777, Bergman (Torben Olof Bergman), introduziu a expressão:
COMPOSTOS ORGÂNICOS.
De acordo com Bergman, tínhamos:
-COMPOSTOS ORGÂNICOS: Substâncias extraídas dos organismos vivos;
-COMPOSTOS INORGÂNICOS: Substâncias do reino mineral.
Juntamente com a distinção proposta por Bergman em 1777, desenvolveu-se a concepção de que um simples composto orgânico não poderia jamais ser sintetizado pelo homem, haja vista que para a produção desses compostos seria necessário a existência de "uma força vital" que somente existiria nos organismos vivos.
Essa ideia, proposta por Jöns Jacob von Berzelius no ano de 1807, deu origem à Teoria da Força Vital ou simplesmente vitalismo.
Em 1828, as pesquisas em Química orgânica foram ampliadas, principalmente após a descoberta de Woller.


Conceito atual:
Química orgânica
É um ramo da Química que estuda os compostos do elemento carbono, denominados compostos orgânicos. Existe um pequeno grupo de compostos que contém carbono, mas são estudados na química inorgânica por não apresentarem certas características comuns aos compostos orgânicos. São os chamados compostos de transição. Como exemplos:
NH4CNO – Cianato de amônio; CO2 – Gás carbônico; HCN – ácido cianídrico.
Propriedades gerais:
Tipo de ligação: os compostos orgânicos são moleculares (ligações covalentes), sem carga (íons). Por isso os compostos orgânicos não são bons condutores de eletrólitos (eletricidade).
PF, PE e Estabilidade térmica: Apresentam baixos PF e PE (por serem moleculares) com atração entre suas moléculas reduzida, devido à ausência de cargas elétricas.
O açúcar é orgânico e o sal é inorgânico e apresenta maior estabilidade térmica, uma vez que o açúcar derrete facilmente.
A velocidade de reação dos compostos orgânicos é lenta, e geralmente necessitam de catalisadores. Como exemplo: a hidrogenação de óleos, que melhora a estabilidade do óleo e modifica a sua textura.
Uma hidrogenação completa modifica a textura do óleo endurecendo-o para produzir a margarina.
Solubilidade: A maioria dos compostos orgânicos é pouco solúvel ou insolúvel em água.
As mãos sujas de graxa devem ser lavadas em solvente orgânico: Gasolina
Elementos constituintes: são os organógenos (C, H, O, N) e em ordem de frequência: S, P, Cl.
Fibras sintéticas, alimentos, cosméticos, medicamentos e combustíveis são alguns dos produtos que envolvem milhões de substâncias em que o principal componente é o mais extraordinário dos elementos químicos, o Carbono.


O carbono é tetravalente
Trata-se do primeiro postulado de Kekulé, que atribui ao carbono a possibilidade de quatro ligações.
A estrutura ao lado representa o composto: CH4.

O Carbono forma ligações múltiplas:
Ligação SIMPLES (Sigma), Ligação DUPLA (Uma sigma outra pi), Ligação TRIPLA (Par sigma e outra pi).

Os tipos de cadeia orgânica:
-Quanto ao fechamento da cadeia.
Acíclica ou aberta.
Cíclica ou fechada.


Os HIDROCARBONETOS são compostos orgânicos formados exclusivamente por: carbono e hidrogênio.
Alcanos: São os principais formadores do petróleo. Os alcanos apresentam apenas ligações simples.
Alcenos: Matéria-prima na fabricação de plásticos e fibras têxteis. Possuem duplas ligações.
Alcinos: Usados na fabricação de plásticos e solventes. Possuem tripla ligação.



Última edição por jqjonatasjq em Dom Dez 04 2011, 08:11, editado 1 vez(es)

jqjonatasjq

Data de inscrição: 09/02/2011
Idade: 19

http://jq.jonatas@yahoo.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

CRISLANE,KALLYNE,

Mensagem  crislanemonteiro em Sex Nov 25 2011, 09:59

1-O carbono é conhecido desde os tempos primórdios. O carbono é um dos elementos químicos que existe em maior quantidade nos seres vivos.
Este elemento destaca-se porque combinado com outra forma inúmero composto que asseguram a vida na Terra, é o 14º elemento mais abundante.
As características do carbono são muito particulares, já que ele forma um enorme número de compostos, a maior parte dos quais constituem o grupo das substâncias orgânicas, ou seja, as substâncias que contém principalmente carbono, hidrogénio, nitrogénio e oxigénio. Conhece-se milhões de compostos orgânicos. O carbono também forma uma outra série, muito menos numerosa, cujos compostos são classificados como compostos inorgânicos. Quimicamente o carbono é uma substância inerte.
Com este trabalho esperamos aprofundar os nossos conhecimentos sobre importância e constituição dos compostos de carbono.
Dos compostos de carbono começamos por enunciar os hidrocarbonetos.
Os hidrocarbonetos são compostos formados por carbono e hidrogénio. Os átomos de carbono que com apenas ligações covalentes simples são os hidrocarbonetos saturados ou alcanos. Os hidrocarbonetos insaturados têm pelo menos uma ligação covalente dupla ou uma ligação tripla entre dois átomos de carbono.
LÍPIDOS
Os lípidos ou gorduras são compostos insolúveis na água e solúveis em solventes orgânicos como o benzeno, o éter e o clorofórmio. Tem na sua constituição os elementos carbono, hidrogénio e oxigénio.
As gorduras são importantes fontes de energia para o nosso organismo. As gorduras mais simples designam-se por triglicerídeos. Os triglicerídeos formam-se por uma reacção de esterificação a partir de ácidos gordos e glicerol.

HIDRATOS DE CARBONO
Os hidratos de carbono são vulgarmente conhecidos por açúcares. Desempenham funções diversas, sendo importantes fontes de energia para os seres vivos. Têm na sua constituição carbono, hidrogénio e oxigénio.
A glicose e a frutose são açúcares simples que existem em numerosos frutos. A sacarose é o açúcar que habitualmente usamos para adoçar bebidas. A lactose, constituída por galactose e glicose, que existem no leite, e a maltose, constituída por duas moléculas de glicose, o açúcar do malte da cevada, são também dissacarídeos de forma molecular. Os polissacarídeos são formados por mais de duas moléculas de monossacarídeos. O amido encontra-se nas farinhas e na batata. É um polissacarídeo de reserva nos tecidos vegetais. É um polímetro de glicose.

PROTEÍNAS
As proteínas são compostos de carbono, hidrogénio, oxigénio, azoto e, por vezes, enxofre. São polímeros. A glicina é o aminoácido mais simples. Quando um número muito elevado de aminoácidos estabelece ligações peptícidicas, forma-se uma proteína.

PLÁSTICOS
Uma das mais importantes aplicações industriais dos compostos de carbono é a produção de plásticos. Todos os plásticos são constituídos por grandes moléculas – macromoléculas - formadas por pequenas moléculas idênticas que se repetem numa cadeia linear. As moléculas muito grandes, construídas a partir dos monómeros ligados entre si por ligações covalentes, chamam-se polímeros. A reacção química através da qual os monómeros se ligam entre si para formar polímeros denomina-se polimerização. Os plásticos diferem entre si no tipo de monómeros e no tamanho da cadeia, o que lhes confere propiedades diferentes.

FIBRAS
Outros polímetros com interesse industrial são as fibras sintéticas como o nylon, utilizado nas redes e o fio de pesca, e o terylene, utilizado como fio na indústria têxtil.



A sua utilização pode ser em combustíveis, na indústria química, na indústria alimentar, cosméticos, medicamentos, plásticos e fibras.
Podemos salientar os hidrocarbonetos importantes como fonte de energia provenientes da sua combustão e os hidratos de carbono que são fontes de energia para os seres vivos.




2-O principal uso industrial do carbono é como componente de hidrocarbonetos, especialmente os combustíveis como petróleo e gás natural; do primeiro se obtém por destilação nas refinarias gasolinas, querosene e óleos e, ainda, é usado como matéria-prima para a obtenção de plásticos, enquanto que o segundo está se impondo como fonte de energia por sua combustão mais limpa. Outros usos são:
• O isótopo carbono-14, descoberto em 27 de fevereiro de 1940, se usa na datação radiométrica.
• O grafite se combina com argila para fabricar a parte interna dos lápis.
• O diamante é empregado para a produção de jóias e como material de corte aproveitando sua dureza.
• Como elemento de liga principal dos aços (ligas de ferro).
• Em varetas de proteção de reatores nucleares.
• As pastilhas de carbono são empregadas em medicina para absorver as toxinas do sistema digestivo e como remédio para a flatulência.
• O carbono ativado se emprega em sistemas de filtração e purificação da água.
• O Carbono-11, radioactivo com emissão de positrão usado no exame PET em medicina nuclear.
• O carvão é muito utilizado nas indústrias siderúrgicas, como produtor de energia e na indústria farmacêutica (na forma de carvão ativado)
As propriedades químicas e estruturais dos fulerenos, na forma de nanotubos, prometem usos futuros no campo da nanotecnologia (ver Nanotecnologia do carbono).
Os diamantóides são minúsculos cristais com forma cristalina composta por arranjos de átomos de carbono e também hidrogênio muito semelhante ao diamante. Os diamantóides são encontrados nos hidrocarbonetos naturais como petróleo, gás e principalmente em condensados (óleos leves do petróleo). Têm importante aplicação na nanotecnologia.









3-O carbono é um elemento químico metalóide que é encontrado na natureza ou cristalizado. Sendo junto com o hidrogênio elementos básicos na estrutura dos compostos orgânicos. É encontrado sob as formas de: diamante , grafite , carvão, hulha, antracito, óxidos, dióxidos, hidratos. O carbono combina-se com vários metais, dando origem aos carbonetos. O anidrido carbônico ou gás carbônico. O trióxido de carbono, pode ser resultante da combustão do gás carbônico. Os carbonos passam de sólido a gás quando se encontram em fornos elétricos desprovidos da presença de oxigênio. As pessoas que trabalham em recintos onde se encontra carvão que queime constantemente, estão sujeitas a envenenamento do sangue, pelo fato da ação do monóxido de carbono sobre a hemoglobina . O carbono é bastante empregado nas indústrias , quer como redutor dos sulfetos metálicos quer na produção de aço.O carbono difere dos outros elementos pelo fato de formar mais compostos que todos outros juntos. Outros elementos: 40 mil; Carbono: 400 mil. Capacidade de formar cadeias e anéis. O carbono é um componente primário da matéria viva.



4-Os hidrocarbonetos são todos os compostos químicos formados apenas por Carbonos e Hidrogênio.
A partir dele é possível produzir uma grande variedade de produtos que utilizamos no dia-a-dia, como:
- Velas (parafina)
- Plásticos
- Borracha
- Combustíveis (gasolina, diesel, etc)
e muitos outros.
As fontes de hidrocarbonetos são os chamados combustíveis fósseis, aqueles que levaram milhões de anos para se formar, como o petróleo, gás natural, carvão, etc.
Os hidrocarbonetos podem ser oxidados com uma grande facilidade, liberando muita energia e calor, por isso são utilizados como combustíveis.
5-O principal uso industrial do carbono é como componente de hidrocarbonetos, especialmente os combustíveis como petróleo e gás natural; do primeiro se obtém por destilação nas refinarias gasolinas, querosene e óleos e, ainda, é usado como matéria-prima para a obtenção de plásticos, enquanto que o segundo está se impondo como fonte de energia por sua combustão mais limpa. Outros usos são:
• O isótopo carbono-14, descoberto em 27 de fevereiro de 1940, se usa na datação radiométrica.
• O grafite se combina com argila para fabricar a parte interna dos lápis.
• O diamante é empregado para a produção de jóias e como material de corte aproveitando sua dureza.
• Como elemento de liga principal dos aços (ligas de ferro).
• Em varetas de proteção de reatores nucleares.
• As pastilhas de carbono são empregadas em medicina para absorver as toxinas do sistema digestivo e como remédio para a flatulência.
• O carbono ativado se emprega em sistemas de filtração e purificação da água.
• O Carbono-11, radioactivo com emissão de positrão usado no exame PET em medicina nuclear.
• O carvão é muito utilizado nas indústrias siderúrgicas, como produtor de energia e na indústria farmacêutica (na forma de carvão ativado)
[/color]
alunas: Crislane,Kallyne,Pâmella e Nayara

crislanemonteiro

Data de inscrição: 06/07/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CARBONO E SUAS APLICAÇÕES.

Mensagem  Marcelo Tabilli em Seg Dez 05 2011, 16:00

1)
O carbono é o elemento químico fundamental dos compostos orgânicos, cujo ciclo consiste na assimilação (fixação) dos átomos contidos nas moléculas simples de gás carbônico presente na atmosfera (CO2), e convertidos em substâncias mais elaboradas (carboidratos, proteínas), a partir do metabolismo fotossintético realizado pelos organismos autotróficos.

Parte dos compostos orgânicos formados são aproveitados pelo próprio organismo produtor, e o restante da produção incorporada à biomassa do mesmo, servindo como fonte de nutrientes para os subseqüentes níveis tróficos da cadeia alimentar, os consumidores: primários (herbívoros), secundários (onívoros) e terciários (todos os carnívoros), até o nível dos decompositores, efetuando a degradação da matéria.

Portanto, são os seres produtores os que iniciam o ciclo do carbono, captado pelos demais organismos e finalizado pelos decompositores, devolvendo ao ambiente todos os nutrientes, incluindo o carbono, para o reinício do processo.

Lembrando que a devolução de carbono não ocorre somente com a morte de um organismo (animal ou vegetal), mas continuamente durante a vida de qualquer ser, através da respiração.

Contudo, a queima de combustíveis fósseis, como o carvão mineral e o petróleo, utilizados em termelétricas e veículos automotivos, colaboram consideravelmente com a emissão de gás carbônico no ambiente, causando gradual elevação da temperatura média global decorrente do efeito estufa.

2)
O principal uso industrial do carbono é como componente de hidrocarbonetos, especialmente os combustíveis como petróleo e gás natural; do primeiro se obtém por destilação nas refinarias gasolinas, querosene e óleos e, ainda, é usado como matéria-prima para a obtenção de plásticos, enquanto que o segundo está se impondo como fonte de energia por sua combustão mais limpa. Outros usos são:
• O isótopo carbono-14, descoberto em 27 de fevereiro de 1940, se usa na datação radiométrica.
• O grafite se combina com argila para fabricar a parte interna dos lápis.
• O diamante é empregado para a produção de jóias e como material de corte aproveitando sua dureza.
• Como elemento de liga principal dos aços (ligas de ferro).
• Em varetas de proteção de reatores nucleares.
• As pastilhas de carbono são empregadas em medicina para absorver as toxinas do sistema digestivo e como remédio para a flatulência.
• O carbono ativado se emprega em sistemas de filtração e purificação da água.
• O Carbono-11, radioactivo com emissão de positrão usado no exame PET em medicina nuclear.
• O carvão é muito utilizado nas indústrias siderúrgicas, como produtor de energia e na indústria farmacêutica (na forma de carvão ativado)
As propriedades químicas e estruturais dos fulerenos, na forma de nanotubos, prometem usos futuros no campo da nanotecnologia (ver Nanotecnologia do carbono).
Os diamantóides são minúsculos cristais com forma cristalina composta por arranjos de átomos de carbono e também hidrogênio muito semelhante ao diamante. Os diamantóides são encontrados nos hidrocarbonetos naturais como petróleo, gás e principalmente em condensados (óleos leves do petróleo). Têm importante aplicação na nanotecnologia.
Os diamantes sejam pedras incolores ou de matizes especiais, rosado, azul ou verde, são apreciados em joalheria. Se imperfeitos, como as pedras cinzentas ou negras, se empregam para lapidar ou polir outras pedras finas. Já a grafita é empregada para fabricar lápis, cadinhos e eletrodos, e também em galvanoplastia, procedimento eletroquímico para obtenção de objetos metálicos ocos.
Utilizam-se os diversos tipos de carvão como combustíveis e em centrais térmicas. A hulha betuminosa é fonte de produtos químicos, como amoníaco, fenol, benzeno e alcatrão, importantes matérias-primas no fabrico de corantes, plásticos e explosivos. O carvão vegetal, produto poroso obtido da destilação seca da madeira, além de combustível é também absorvente, e por isso muito utilizado em refinarias de açúcar e em máscaras contra gases, cujo filtro de carvão vegetal retém os gases tóxicos. O poder absorvente é menor no carvão animal ou carvão de ossos. A variedade de carvão conhecida como negro-de-fumo, que se obtém na combustão de gás natural, petróleo, alcatrão ou óleo, com quantidades limitadas de ar, é uma das variedades mais puras de carbono amorfo, já que contém cerca de 98,6% do elemento. Utiliza-se no fabrico de tinta de impressão, graxas e esmaltes negros.
O carbono tem também aplicação fundamental na siderurgia. Nas fundições é empregado em forma de coque, produto da combustão limitada de hulha, ou de carvão vegetal, como redutor na obtenção de ferro no alto-forno. Assim, o aço é ferro que contém proporções variáveis de carbono, capaz de endurecer ao resfriar-se rapidamente pelo processo conhecido como têmpera. Eliminam-se primeiro o excesso de carbono e outras impurezas do ferro de fundição, para depois acrescentar a proporção desejada de carbono e outros elementos.
Outra interessante utilização do carbono é a datação em geologia ou arqueologia. O átomo cujo núcleo tem seis prótons e seis nêutrons é conhecido como carbono 12. Na atmosfera terrestre encontra-se também o carbono 14, isótopo radiativo do carbono, cujo núcleo tem dois nêutrons a mais. O carbono 14 origina-se da ação da radioatividade cósmica. Como os seres vivos assimilam os elementos da atmosfera, contêm em seu organismo, enquanto vive uma proporção de carbono 14 igual à da atmosfera. Ao morrerem, deixam de trocar matéria com o meio e o carbono 14 começa a se desintegrar em seus restos, transformando-se em seu isótopo comum. Desse modo, ao fim de 5.600 anos, a proporção de carbono 14 fica reduzida à metade. Determinado o conteúdo de carbono 14 de um fóssil, pode-se calcular com relativa precisão de que época ele data. Esse método, porém, não é aplicável a antiguidades superiores a 25.000 anos, tempo de desintegração total do carbono 14.
As principais jazidas de diamantes encontram-se na África do Sul, Brasil, Venezuela e Índia. A grafita é mais dispersa: os maiores depósitos acham-se na Coréia, Alemanha, México, Áustria, República Tcheca, Sri Lanka e Madagascar. Quanto às bacias carboníferas, estão distribuídas desigualmente no mundo inteiro.

3)
O carbono é um elemento químico metalóide que é encontrado na natureza ou cristalizado. Sendo junto com o hidrogênio elementos básicos na estrutura dos compostos orgânicos. É encontrado sob as formas de: diamante, grafite, carvão, hulha, antracito, óxidos, dióxidos, hidratos. O carbono combina-se com vários metais, dando origem aos carbonetos. O anidrido carbônico ou gás carbônico. O trióxido de carbono pode ser resultante da combustão do gás carbônico. Os carbonos passam de sólido a gás quando se encontram em fornos elétricos desprovidos da presença de oxigênio. As pessoas que trabalham em recintos onde se encontra carvão que queime constantemente estão sujeitas a envenenamento do sangue, pelo fato da ação do monóxido de carbono sobre a hemoglobina. O carbono é bastante empregado nas indústrias, quer como redutor dos sulfetos metálicos quer na produção de aço. O carbono difere dos outros elementos pelo fato de formar mais compostos que todos outros juntos. Outros elementos: 40 mil; Carbono: 400 mil. Capacidade de formar cadeias e anéis. O carbono é um componente primário da matéria viva.

4)
Em química, um hidrocarboneto é um composto químico constituído apenas por átomos de carbono e de hidrogênio.

Os hidrocarbonetos naturais são compostos químicos constituídos por átomos de carbono (C) e de hidrogênio (H), aos quais se podem juntar átomos de oxigênio (O), azoto ou nitrogênio (N) e enxofre (S) dando origem a diferentes compostos de outros grupos funcionais. São conhecidos alguns milhares de hidrocarbonetos. As diferentes características físicas são uma conseqüência das diferentes composições moleculares. Contudo, todos os hidrocarbonetos apresentam uma propriedade comum: oxidam-se facilmente libertando calor. Os hidrocarbonetos naturais formam-se a grandes pressões no interior da terra (abaixo de 150 km de profundidade) e são trazidos para zonas de menor pressão através de processos geológicos, onde podem formar acumulações comerciais (petróleo, gás natural, etc.). As moléculas de hidrocarbonetos, sobretudo as mais complexas, possuem alta estabilidade termodinâmica. Apenas o metano, que é a molécula mais simples (CH4), pode se formar em condições de pressão e temperatura mais baixas. Os demais hidrocarbonetos não são formados espontaneamente nas camadas superficiais da terra.

Quanto à forma das cadeias carbônicas, os hidrocarbonetos podem ser divididos, em:

1. Hidrocarbonetos alifáticos: nelesa cadeia carbônica é acíclica (ou seja, aberta), sendo subdivido em:
* alcanos
* alcenos
* alcinos
* alcadienos
2. Hidrocarbonetos cíclicos: possuem pelo menos uma cadeia carbônica fechada, subdivididos em:
* cicloalcanos ou ciclanos
* cicloalcenos ou ciclenos
* aromáticos, que possuem pelo menos um anel aromático (anel benzênico) além de suas outras ligações.

Quanto ao tipo de ligação entre os carbonos, os hidrocarbonetos podem ainda ser divididos, didaticamente, em:

1. Hidrocarbonetos saturados, englobando alcanos e cicloalcanos, que não possuem ligações dupla, tripla ou aromática;
2. Hidrocarbonetos insaturados, que possuem uma ou mais ligações dupla ou tripla entre átomos de carbono (entre eles os alcenos, alcadienos e cicloalcenos - com ligação dupla; alcinos - com ligações triplas -; e aromáticos)

O números de átomos de hidrogênio em hidrocarbonetos pode ser determinado, se o número de átomos de carbono for conhecido, utilizando as seguintes equações:

* Alcanos: CnH2n+2
* Alcenos: CnH2n
* Alcinos: CnH2n-2
* Ciclanos: CnH2n
* Ciclenos: CnH2n-2

Hidrocarbonetos líquidos geologicamente extraídos são chamados de petróleo (literalmente "óleo de pedra") ou óleo mineral, enquanto hidrocarbonetos geológicos gasosos são chamados de gás natural. Todos são importantes fontes de combustível. Hidrocarbonetos são de grande importância para econômica porque constituem a maioria dos combustíveis minerais (carvão, petróleo, gás natural, etc.) e biocombustíveis como os plásticos, ceras, solventes e óleos. Na poluição urbana, esses compostos - juntamente com NOx e a luz solar - contribuem para a formação do ozônio troposférico.

5)
O carbono é um elemento notável por várias razões. Suas formas alotrópicas (do grego allos, outro, e tropos, maneira) incluem, surpreendentemente, uma das substâncias mais frágeis e baratas (o grafite) e uma das mais rígidas e caras (o diamante).
São conhecidas quatro formas alotrópicas do carbono, além da amorfa: grafite, diamante, fulerenos e nanotubos. Em 22 de março de 2004 se anunciou a descoberta de uma quinta forma alotrópica: (nanoespumas) [1]. A forma amorfa é essencialmente grafite, porque não chega a adotar uma estrutura cristalina macroscópica. Esta é a forma presente na maioria dos carvões e na fuligem.
À pressão normal, o carbono adota a forma de grafite estando cada átomo unido a outros três em um plano composto de células hexagonais; neste estado, 3 elétrons se encontram em orbitais híbridos planos sp² e o quarto em um orbital p.
Sob pressões elevadas, o carbono adota a forma de diamante, na qual cada átomo está unido a outros quatro átomos de carbono, encontrando-se os 4 elétrons em orbitais sp³, como nos hidrocarbonetos.
Os fulerenos têm uma estrutura similar à do grafite, porém o empacotamento hexagonal se combina com pentágonos (e, possivelmente, heptágonos), o que curva os planos e permite o aparecimento de estruturas de forma esférica, elipsoidal e cilíndrica. São constituídos por 60 átomos de carbono apresentando uma estrutura tridimensional similar a uma bola de futebol. As propriedades dos fulerenos não foram determinadas por completo, continuando a serem investigadas.
A esta família pertencem também os nanotubos de carbono, de forma cilíndrica, rematados em seus extremos por hemiesferas (fulerenos). Constituem um dos primeiros produtos industriais da nanotecnologia. Investiga-se sua aplicabilidade em fios de nanocircuitos e em eletrônica molecular, já que, por ser derivado do grafite, conduz eletricidade em toda sua extensão.
A nanoespuma de carbono, descoberta em 2004, é a quinta variedade alotrópica do carbono conhecida. Ela tem como propriedades físicas a baixa densidade, baixa condutividade elétrica, e é ferromagnetica, ou seja, é atraída por ímãs. Ela também pode se transformar em um desses, a temperatura abaixo de -183 °C

Grupo: Marcelo e Joniel

Marcelo Tabilli

Data de inscrição: 01/06/2011
Idade: 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum